Brasil e União Europeia elegem projetos de IoT, nuvem e 5G

Brasil e União Europeia elegem projetos de IoT, nuvem e 5G

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) divulgou o resultado da chamada conjunta com a União Europeia em Internet das Coisas, 5G e Computação em Nuvem. A parceria, supervisionada pela Secretaria de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, resultou no financiamento de seis projetos de pesquisa, com duração de três anos e orçamento total de 16 milhões de euros ou cerca de R$ 60 milhões.

Metade dos recursos é financiada pela União Europeia, e a outra metade é procedente da Lei de Informática. Das 51 propostas recebidas, foram selecionados três projetos na área de Internet das Coisas, dois em Computação em Nuvem e um em Redes 5G. Segundo o secretário Maximiliano Martinhão, os temas da chamada estão na ordem do dia das Tecnologias da Informação e Comunicação. "Os projetos têm como foco resolver problemas reais, além de estarem alinhados com o nosso trabalho, especialmente com o Plano Nacional de Internet das Coisas e o desenvolvimento do 5G."

Martinhão ressalta que Brasil e União Europeia têm construído uma parceria estratégica na área de TICs, o que tem contribuído para reforçar os laços entre academia e empresas brasileiras e europeias e promover o desenvolvimento tecnológico. Até o momento, a Sepin e a UE investiram 50 milhões de euros nas chamadas.

Nesta edição, participam dos projetos selecionados, do lado brasileiro, 24 universidades, oito centros de pesquisa, cinco empresas privadas de grande porte e duas pequenas e médias empresas, totalizando 39 instituições brasileiras. Foram 84 instituições proponentes na área de Computação em Nuvem, 24 em redes 5G e 202 em Internet das Coisas. A Sepin destaca, ainda, a participação de todas as regiões brasileiras no edital, com 46% das instituições do Norte, Nordeste e Centro-Oeste selecionadas nesta chamada.

Compartilhe:

Deixe seu comentário